TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA MULTISLICE

Tomografia Computadorizada Multislice

A tomografia computadorizada multislice é um dos métodos de exame mais confiáveis e seguros disponíveis atualmente. É rápida, simples e totalmente indolor. O exame é feito através de um aparelho de raios X que gira em volta do paciente, fazendo radiografias transversais de seu corpo, resultando em imagens detalhadas dos órgãos internos, através de múltiplas fatias. Após feitas as imagens, o aparelho reúne as fatias gerando incríveis imagens em 3D.

O exame permite estudo de todas as partes do corpo, como avaliação cerebral, da cabeça e pescoço, pulmões, órgãos abdominais, pesquisa de cálculos urinários, estudo dos vasos sanguíneos e análise das estruturas ósseas.

A qualidade das imagens conseguidas por este tipo de equipamento permite a realização de diagnósticos precoces e, muitas vezes, possibilita até que se realizem medidas preventivas para evitar o desenvolvimento de doenças.  

Como é realizado:

O paciente deita-se numa confortável mesa de exame que, lentamente, vai passando através de uma abertura no equipamento. Ao mesmo tempo, o anel de raios X no interior do Tomógrafo vai girando à volta da mesa de exame, registrando imagens altamente detalhadas que serão convertidas em 3D. Deste modo, o exame cobre extensas seções do corpo em um só exame.

Os exames de tomografia computadorizada duram de 5 a 30 minutos, dependendo da área do corpo que estiver sendo examinada.  Em certos exames pode se fazer necessário o uso de um meio de contraste para mostrar determinados vasos de modo mais claro e preciso.   

Recomendações ao paciente:

- Fazer jejum de pelo menos 6 horas (8 horas caso necessite contraste intravenoso).
- Caso seja realizado o exame com sedação, são necessárias 8 horas de jejum absoluto e a companhia de um adulto responsável pelo paciente.
- Evitar roupas com metal e uso de jóias e acessórios no dia do exame.
- No caso de uma gravidez recente, a paciente deverá consultar o especialista antes da realização do exame.- Comunicar com antecedência, caso o paciente sofra de claustrofobia. 

VOLTAR